A descoberta do segundo sexo

Um livro de Ricardo Rodrigues e TW Jonas

Lançamento

sobre

Gosto Duvidoso é uma editora com pegada erótica, viés noturno; com os olhos esbugalhados e o dedo em riste; acasalando, produzindo e evoluindo de casulo a lepidóptero de espáduas aladas. Nossos rebentos são as cores do espectro, as flores das núpcias entre o solo e o cerebelo. Nossa meta é navegar, com ou sem rumo, sem jamais perder o prumo; conquistar territórios nos sonhos e no paladar dos que nos consomem. “A descoberta do segundo sexo”, lançado em junho deste ano, é a primeira produção do selo. Gosto Duvidoso, portanto, ainda está em trabalho de parto. Até que se consolide, não receberemos originais, mas pretendemos, num futuro não muito distante, fomentar artistas e obras com os quais nos identifiquemos. Inicialmente, trabalharemos garantindo a produção editorial (projeto gráfico, edição, revisão e diagramação) e estruturando o financiamento.

O que fazemos

Arte

"Diletantes, diletantes! - Assim os que exercem uma ciência ou arte por amor a ela, por alegria... É sempre de tais pessoas, e não dos assalariados, que vêm as grandes descobertas." (Arthur Schopenhauer).

Edição de Livros

"Se não pode vencê-los, junte-se a eles". Editar por prazer e necessidade, eis nosso lema.

Publicações

Publicar é preciso, viver não é preciso. Para nós, lançar livros é entrelaçar o desejo e o social num nó umbilical.

Nenhum sentimento de repugnância se produz quando a libido atinge um nível suficientemente elevado. Nessa altura a moralidade cala-se.

Sigmund Freud

Nossas Obras

a DÚVIDA É A LENHA NA FOGUEIRA

O gosto é sempre duvidoso. Mas existem aqueles que são mais duvidosos do que outros. Quanto mais duvidoso for o gosto, mais dele se aproveita, filosoficamente falando. A dúvida é a lenha na fogueira do pensamento; a pulga atrás da orelha dos sábios; o divertissement dos cientistas. Duvidar deveria ser único artigo de fé da humanidade, o hobby dos fortes e o lastro dos experientes. Gostar da dúvida é gostar de novidades, é aventurar-se num mundo novo que desabrocha. A falta de dúvida é indício de que a arte está morta. Quando a arte morre, os museus triunfam e o tempo descansa numa cadeira de balanço.

Vê agora por que os livros são tão odiados e temidos? Eles mostram os poros no rosto da vida. As pessoas acomodadas só querem rostos de cera, sem poros, sem pelos, sem expressão.

Ray Bradbury

Contatos

Endereço

R. Capital Federal, 541/108 - SP

Telefone

+55 11 31590913

Email

contato@gostoduvidoso.com.br